sexta-feira, 30 de maio de 2014

Os Cinco e o Circo

O melhor que pode acontecer aos Cinco é passarem as férias a acampar. Um dia, um circo ambulante passa por eles. Entusiasmados, os Cinco resolvem acompanhá-lo. Assim começa mais uma fantástica aventura dos Cinco com os artistas do circo, alguns dos quais tecem sinistros e misteriosos planos que os nosso amigos vão tentar desvendar.

Excerto: 
«Estava um dia terrivelmente quente. Demasiado quente para fazer fosse o que fosse, até mesmo ir ao lago tomar banho. Os jovens estavam satisfeitos por se encontrarem no cume da colina, pois pelo menos havia uma ligeira brisa de vez em quando. Não esperavam ver o Nobby nesse dia, mas esperavam que ele aparecesse no dia seguinte...»

Este é o 5.º volume da coleção Os Cinco na série Mistério e Aventura! 
Queres saber o que aconteceu no circo? Então lê o livro.
Já está disponível na Biblioteca!

quinta-feira, 29 de maio de 2014

Roubaram o Toy aos Sete

Todos os dias desaparecem cães da vila onde vivem os Sete! Mas os Sete estão demasiado ocupados a discutir uns com os outros e tardam a investigar o mistério. Até que, um dia, o Toy desaparece...

Excerto
«- Mais c´est terrible - exclamou o Bony, não podendo o Jaime deixar de concordar. Era terrível saber que haviam roubado o Toy! Que iriam a Joaninha e o Pedro fazer sem ele? Era tão bom se ainda pertencesse ao Clube dos Sete - teria ajudado com toda a ansiedade a descobrir o querido Toy.»

Este é o 13.º volume da coleção Os Sete na série Mistério e Aventura!
Queres saber como desapareceu o Toy? Então lê o livro.
Já está disponível na Biblioteca!

quarta-feira, 28 de maio de 2014

Os Cinco no Monte dos Contrabandistas

Os Cinco, vão passar uns dias de férias a casa de Pedro, um amigo, que vive num estranho local: a velha casa de Pedro fica no alto de um monte rodeado de pântanos perigosos e envolto num espesso nevoeiro. O mistério espreita a cada canto... Que surpresas esconderá o Monte dos Contrabandistas?

Excerto: 
«Mas a tia Clara enganava-se. A ventania não parava naquela noite. Pelo contrário, vagueava ainda mais furiosamente pela casa, assobiando e uivando como uma coisa viva. Ninguém conseguia adormecer. O Tim rosnava permanentemente, num tom grave, porque não gostava dos abanões, das coisas a bater e dos uivos do vento.»

Este é o 4.º volume da coleção Os Cinco na série Mistério e Aventura!
Queres saber surpresas esconderá o Monte dos Contrabandistas? Então lê o livro.
Já está disponível na Biblioteca!

terça-feira, 27 de maio de 2014

O Mistério da Pérola Gigante

Quem é o Geronimo Stilton? Sou eu! Sou um senhor, ou melhor, um roedor um pouco distraído, sempre com a cabeça nas nuvens... Dirijo uma editora, mas a minha verdadeira paixão é escrever.
Aqui em Ratázia, na Ilha dos ratos, os meus livros são todos bestsellers. O quê? Não os conhecem? São histórias de rir, mais delicadas que o queijo fresco, mais apetitosas que o da Serra, mais suculentas que o cabreiro... histórias mesmo ratonas, palavra de Geronimo Stilton!

Excerto
«A Patty Spring tem de realizar um documentário sobre a famosa Ilha Corsária, de modo que resolveu levar-me com ela, oferecendo-me um curso de mergulho. Eu odeio viajar, odeio a areia e odeio nadar… Mas, ao pensar que ia passar uma semana inteira com ela, aceitei logo! Quem iria adivinhar que íamos descobrir um maravilhoso exemplar de pérola do Oceano?»

Este é o 44.º volume da coleção Geronimo Stilton!
Vem viver mais esta aventura em Ratázia! O livro já está disponível na Biblioteca!

segunda-feira, 26 de maio de 2014

Os Sete e as Medalhas do General

Desapareceram as valiosas medalhas do velho general, amigo e vizinho do Carlos. Impressionado, o jovem promete encontrá-las. Assim começa mais uma aventura dos Sete, em busca das medalhas roubadas.

Excerto
«- Nada feito - respondeu o Carlos, que estava a liderar a discussão. - Nada feito, mesmo. O senhor pode estar feito com o ladrão que esconde o roubo em buracos nas árvores, um ladrão com mãos pequenas, mas nós não estamos feitos consigo. Não estamos interessados em nenhuma recompensa... Havemos de descobrir as medalhas. O senhor não pode, porque tem as mãos muito grandes... e talvez seja por isso que o ladrão escolhe buracos pequenos nas árvores para esconder os seus roubos... para o senhor não poder roubar-lhes. Que bela parelha me saíram os dois!»

Este é o 14.º volume da coleção Os Sete na série Mistério e Aventura!
Queres saber o que aconteceu às medalhas do velho general? Então lê o livro.
Já está disponível na Biblioteca!

sexta-feira, 23 de maio de 2014

Os Cinco e as Passagens Secretas

Os Cinco vão acampar perto de uma velha casa em ruínas - mas estará a casa realmente abandonada? Uma noite, a Ana ouve uns ruídos estranhos, mas ninguém acredita nela! Só que, depois, todos vêem umas luzes fantasmagóricas. E, à boa maneira dos Cinco, resolvem investigar...

Excerto
«Naquele preciso momento, ouviu-se a trovoada e relâmpagos caíram com aquela luz esquisita e intensa.
Desta vez, duas raparigas deram um berro e o Tim começou a ladrar alto e a tentar desesperadamente soltar-se das mãos da Zé.
- Viste aquilo? - disse a Ana, numa voz tremida.
- Sim. Sim, também vi. Oh, Ana, tinhas razão! Estava alguém a espreitar à janela E se nós o vimos a ele, então ele também nos deve ter visto a nós! O que será que faz aqui a meio da noite?»

Este é o 15.º volume da coleção Os Cinco na série Mistério e Aventura! 
Queres saber o que aconteceu? Então lê o livro.
Já está disponível na Biblioteca!

quinta-feira, 22 de maio de 2014

Contos dos Sete

Um armazém secreto, repleto de prata roubada; uma vista surpreendente através de um telescópio; um grito arrepiante na noite; uma caixa com dinheiro desaparecida; um acidente perigoso e uma armadilha para os Sete!

Excerto
«- Desapareceram! Os sacos desapareceram! O malandro do Lennie já cá esteve. Vou dizer-lhe que não pode fazer-se uma coisa destas. Ele vai ver.
O Pedro deixou-se  ficar quieto que nem um rato, enquanto o homem continuava a resmungar, zangado. De repente, o seu coração parou de bater. A luz da lanterna estava apontada para o mealheiro. O ladrão vira-o.»

Este é o 16.º volume da coleção Os Sete na série Mistério e Aventura
Queres saber o que é que aconteceu?
Então lê o livro.
Já está disponível na Biblioteca!

quarta-feira, 21 de maio de 2014

O Estranho Caso do Choco Gigante

Quem é o Geronimo Stilton? Sou eu! Sou um senhor, ou melhor, um roedor um pouco distraído, sempre com a cabeça nas nuvens... Dirijo uma editora, mas a minha verdadeira paixão é escrever.
Aqui em Ratázia, na Ilha dos ratos, os meus livros são todos bestsellers. O quê? Não os conhecem? São histórias de rir, mais delicadas que o queijo fresco, mais apetitosas que o da Serra, mais suculentas que o cabreiro... histórias mesmo ratonas, palavra de Geronimo Stilton!

Nesta aventura, a cidade de Stilton está em perigo «Thalassius, o roedor malvado de pelagem azul que vive nos abismos marinhos, ataca-nos com um exército de caranguejos gigantes... depois ameaça varrer-nos do mapa com uma onda altíssima... por fim manda contra nós um enorme choco azul, que, no entanto... Ah, não, isso não vos conto, para não estragar a surpresa!»

Excerto
«Com mil mozarelas, a nossa cidade está em perigo! Thalassius, um roedor malvado de pelagem azul que vive nos abismos marinhos, ataca-nos com um exército de caranguejos gigantes... depois ameaça varrer-nos do mapa com uma onda altíssima... por fim manda contra nós um enorme choco azul, que no entanto... Ah, não, isso não vos conto, para não estragar a surpresa!»

Este é o 34.º volume da coleção Geronimo Stilton!
Vem viver mais esta aventura em Ratázia! O livro já está disponível na Biblioteca!

terça-feira, 20 de maio de 2014

A Seita

Todos os agentes da CHERUB vêm de algum lado.

James e os seus colegas infiltram-se num culto australiano, Os Sobreviventes, depois de descobrirem indícios de uma potencial ligação ao grupo terrorista Ajudem a Terra. O quartel-general do culto está completamente isolado no deserto australiano, a vários quilómetros da cidade mais próxima.
É a missão mais difícil até ao momento, porque James será obrigado a obedecer às rígidas regras por que o culto é famosos e resistir às técnicas de lavagem cerebral que usa para cativar os seus seguidores. Desta vez, James não só terá de combater terroristas, mas também lutas para preservar a sua própria sanidade.

Para efeitos oficiais, esta missão não existe...

Este é o 5.º volume da coleção Cherub 1!
Queres viver esta aventura? Então vem requisitar este livro!
Já está disponível na biblioteca!

segunda-feira, 19 de maio de 2014

Os Sete Salvam o Cavalo

O velho Tolly está em apuros por causa do Flecha, um belo cavalo cujo dono quer mandar abater. Os Ste decidem juntar dinheiro para mandar tratar o Flecha. Tudo parece acabar bem, mas eis que surge um bando de ladrões de cavalos... Que irá acontecer ao Flecha?

Excerto
«Nessa noite, já na cama, o Pedro pôs-se a pensar na reunião do Clube dos Sete. A Joaninha iria limpar os estábulos em troca de abrigo para o cavalo do Tolly. Os outros também ajudariam nas limpezas. O Bob faria as entregas... Podiam revezar-se com ele, se assim o desejassem. Também devia haver bastante dinheiro nos mealheiros dos membros do Clube. Isso ajudaria a pagar a forragem para o cavalo do Tolly, que precisaria de um pouco mais que erva para comer...»

Este é o 15.º volume da coleção Os Sete na série Mistério e Aventura
Queres saber o que é que aconteceu ao Flecha?
Então lê o livro.
Já está disponível na Biblioteca!

sexta-feira, 16 de maio de 2014

Os Sete e os Cães Roubados

Um homem de mau aspecto faz com que o Jorge arranje problemas com a polícia ! Os Sete decidem espiar esse homem - e descobrem que ele não presta.

Excerto: 
«A festa do Rui foi muito boa e os três rapazes e a Joaninha divertiram-se imenso. Quase se esqueceram da aventura em andavam metidos, tantos foram os jogos em que participaram.»

Este é o 4.º volume da coleção Os Sete na série Mistério e Aventura
Queres saber o que é que o tio Alberto está a fazer na ilha de Kirrin?
Então lê o livro.
Já está disponível na Biblioteca!

quinta-feira, 15 de maio de 2014

Viagem a um Mundo Fantástico

«Alguma vez pensaste no que está para além das estrelas? O que é que fica para além de todas as coisas?» Para além de todas as coisas, conta-nos Gaarder, fica Sukhavati, a terra onde vivem Lik e Lak, os gémeos que irão protagonizar esta aventura. 
Um dia, Oliver, que tem uma imaginação riquíssima, conta-lhes uma história maravilhosa sobre o planeta, a Terra, que eles não conseguem esquecer. 
E o desejo de conhecer esse lugar torna-se tão grande que acaba por se transformar em realidade, e Lik e Lak viajam, dentro de uma bola de cristal, até à Terra, com uma missão importantíssima que nos fará, a todos nós, olhar para o nosso mundo com olhos novos...

Este é o 17.º volume da coleção Estrela do Mar! 
Já está disponível na Biblioteca!

quarta-feira, 14 de maio de 2014

A Biblioteca Mágica

Depois da férias de Verão, Nils e a sua prima Berit decidem manter o contacto. Para isso, começam a escrever cartas um ao outro numa espécie de livro-diário, o epistolário, no qual contam tudo o que se passa de importante. Quando uma misteriosa carta cai (acidentalmente!) da mala de uma estranha mulher, a Lilli dos Livros, vizinha de Berit, muitos acontecimentos insólitos surgirão... os dois jovens terão de «arregaçar as mangas» e iniciar uma verdadeira odisseia detectivesca...
Por que será que a esquisita bibliotecária parece interessada no epistolário? E por que é que o Nils estará a ser seguido pelo duvidoso e caricato Zombeteiro?

Uma viagem ao mundo dos livros, actuais e antigos; uma fantástica aventura para todos os leitores, pequenos e graúdos!

Este é o 48.º volume da coleção Estrela do Mar! Já está disponível  na biblioteca!

terça-feira, 13 de maio de 2014

Os Sete e a Marca Vermelha

Os sete arranjaram um novo local de reuniões - uma casa numa árvore. Mas alguém descobriu o seu esconderijo... e anda a fugir de uma quadrilha de ladrões.

Excerto: 
«Na manhã seguinte, voltaram a encontrar-se na casa do Pedro e de lá partiram para o Bosque Ventoso. Alguns deles levavam consigo coisas para comer e o Pedro transportava bebidas. A Joaninha tinha consigo um grande livro. Prometera emprestá-lo ao Carlos.»

Este é o 3.º volume da coleção Os Sete na série Mistério e Aventura
Queres saber quem anda a fugir de uma quadrilha de ladrões?
Então lê o livro.
Já está disponível na Biblioteca!

segunda-feira, 12 de maio de 2014

Os Cinco e os Comboios Misteriosos

Comboios-fantasma pela noite dentro! Parecem desvanecer-se no ar - para onde vão? Quem os conduz? Os Cinco seguem as pistas... e descobrem um destino subterrâneo muito invulgar!

Excerto: 
«O senhor Luffy tinha um aspecto estranho. Andava muito mal arranjado, tinha sobrancelhas emaranhadas sobre olhos castanhos, bondosos e gentis, que lembravam sempre ao David os de um macaco. Tinha um nariz bastante grande, que parecia mais agressivo do que era na realidade, porque apresentava, inesperadamente, uma floresta de pêlos a sair das narinas. O bigode andava sempre mal tratado e o seu queixo era redondo com uma surpreendente cova ao meio....»


Este é o 7.º volume da coleção Os Cinco na série Mistério e Aventura! 
Queres saber o que aconteceu no subterrâneo? Então lê o livro.
Já está disponível na Biblioteca!

sexta-feira, 9 de maio de 2014

A Primeira Aventura dos Sete

Alguém roubou um precioso colar de pérolas e os Sete viram o ladrão a fugir. Mas onde terá escondido o colar?

Excerto
«- Queres saber o que ele fez às andas que utilizou quando trepou o muro depois de ter roubado as pérolas? - perguntou o Pedro. - Bem... de facto não sei... mas, se todo o meu raciocínio estiver certo, deve tê-las atirado para um arbusto para as esconder.»

Este é o 2.º volume da coleção Os Sete na série Mistério e Aventura
Queres saber onde que é que os Sete encontraram o colar de pérolas?
Então lê o livro.
Já está disponível na Biblioteca!

quinta-feira, 8 de maio de 2014

Os Cinco e os Gémeos Silenciosos

Os Cinco ficam entusiasmados quando sabem que as masmorras do castelo de Finniston ainda existem, embora soterradas há milhares de anos. Só que os nossos amigos não são os únicos interessados no castelo! Com a ajuda dos gémeos Harries, os Cinco vão passar por umas peripécias para descobrir tesouros incríveis do tempo dos normandos.

Excerto
«Assim, quando as raparigas acabaram o trabalho delas e se dirigiram para os galinheiros, o Júnior seguiu-as discretamente.
Manteve-se afastado até ver a Zé e a Ana entrarem no galinheiro onde os rapazes estavam a trabalhar, e depois ficou lá fora e colou o ouvido a um orifício na madeira. «Agora vou-me vingar!», pensou. «Vou ensiná-los a não me deixarem de fora! Vão ver!»

Este é o 18.º volume da coleção Os Cinco na série Mistério e Aventura!
Queres saber o que aconteceu? Então lê o livro.
Já está disponível na Biblioteca!

quarta-feira, 7 de maio de 2014

O Palácio do Príncipe Sapo

Estava uma belíssima noite de luar e o príncipe Kristoffer Poffer passeava descalço pela floresta, sentindo sob os pés o frio gelado da neve. 
De repente, algo de extraordinário aconteceu - ali mesmo à sua frente, apareceu uma criatura pequenina de aspeto engraçado, toda vestida de verde e com um barrete vermelho enfiado na sua minúscula cabecinha... um duende! Nada mais, nada menos! Gulosos como são os duendes estão sempre a preparar coisas deliciosas, como, por exemplo, Panquecas com doce de Morango! 
E foi assim que o príncipe Poffer aceitou o saboroso convite do duende Umpin e o seguiu sté sua casa. O que Poffer não podia imaginar era a torrente de fantásticas aventuras que se ia seguir. Quando Poffer e Umpin passam, como que por magia, daquela noite de inverno para um dia quente de verão, tudo começa a acontecer. Primeiro Poffer tem de beijar um enorme sapo verde, que afinal era um príncipe enfeitiçado e que...  

Se quiseres mesmo saber o que se passou no Palácio do Príncipe Sapo mergulha nestas páginas e descobre este mundo encantado e misterioso onde tudo é possível!

Este é o 10.º volume da coleção Estrela do Mar! Já está disponível na Biblioteca! Vem requisitá-lo!

terça-feira, 6 de maio de 2014

Os Cinco nos Rochedos do Demónio

Existirá algum tesouro nos Rochedos do Demónio? Ou será apenas um mito? Os nosso amigos aventureiros decidem explorar o farol que se eleva no meio de rochas escarpadas. Então encontram uma moeda de ouro - e o mito torna-se realidade...

Excerto
«- Dantes, havia muitos navios que naufragavam nos rochedos onde está construído o farol - disse o Buzina. - Havia pessoas que provocavam o naufrágio ao longo desta costa, como sabem. Agitavam uma luz a fingir guiá-los pela costa e faziam-nos chocar contra as rochas. Desfaziam-se em pedaços e todos se afogavam e era só esperar que as ondas trouxessem os destroços até à praia. Assim, podiam levar tudo quanto apanhassem.»


Este é o 19.º volume da coleção Os Cinco na série Mistério e Aventura
Queres saber o que aconteceu nos Rochedos do Demónio? Então lê o livro.
Já está disponível na Biblioteca!

segunda-feira, 5 de maio de 2014

O Clube dos Sete

Na sua primeira aventura, os membros do Clube dos Sete seguem umas estranhas pistas que levarão, disfarçados pela neve, até ao mistério da velha casa desabitada.

Excerto
«No campo, onde a neve estava a derreter-se rapidamente, o Carlos e o Jorge já se sentiam impacientes de tanto esperar. Viram o Jaime e o Pedro desaparecer atrás do portão e estava a custar-lhes segurar o Ziguezague que queria ir atrás deles. Ficaram ali quietos durante perto de meia hora, sem saber quando é que os dois amigos voltariam, quando o Ziguezague começou a rosnar.»

Este é o 1.º volume da coleção Os Sete na série Mistério e Aventura
Queres saber o que os Sete encontraram na velha casa desabitada? Então lê o livro.
Já está disponível na Biblioteca!

domingo, 4 de maio de 2014

Dia da Mãe

O Dia da Mãe em Portugal é celebrado no primeiro Domingo do mês de Maio em homenagem à Virgem Maria, mãe de Cristo, mas já chegou a ser comemorado no dia 8 de Dezembro.
A origem do Dia da Mãe remonta às comemorações primaveris da Grécia Antiga, em honra de Rhea, mulher de Cronos e Mãe dos Deuses. Em Roma, as festas do Dia da Mãe eram dedicadas a Cybele, a Mãe dos Deuses romanos, e as cerimónias em sua homenagem começaram por volta de 250 anos antes do nascimento de Cristo. Assim, esta data é uma homenagem a todas as mães, servindo para demonstrar o amor dos filhos pelas suas mães.

Para todos as mães fica esta pequena lembrança... um poema da autoria de Mª Alberta Menéres.

Minha mãe, onde guardaste
o retrato de um bebé
"Mother and Child Kissing", de Katie M. Berggren
que tu dizes que era o meu
e agora já não é?

Minha mãe, onde guardaste
as botas de cabedal
que tu dizes que eram minhas
e onde não cabe o meu pé?

Minha mãe, onde guardaste
o raminho de alecrim
que tu dizes que eu dei
para o receberes de mim?

Minha mãe, onde guardaste
 a caixinha das tolices
que tu dizes que eu troquei
por um saco de meiguices?

Minha mãe, onde guardaste
os sonhos que eu não sonhei,
que tu dizes que eram meus
e agora já não são?

Feliz Dia da Mãesão os votos da equipa da biblioteca. 

A Professora Bibliotecária,
Isabel Santos

sexta-feira, 2 de maio de 2014

Os Cinco Metem-se em Sarilhos

Curiosos com a mansão solitária que se ergue no monte do Mocho, os Cinco decidem, uma noite, explorar o local. Mas, à sua passagem, os grandes portões de ferro do jardim fecham-se misteriosamente. Este passeio nocturno dá início a uma estranha aventura em que os Cinco vão ficar prisioneiros. Conseguirão salvar-se?

Excerto: 
«A mulher falou timidamente com o homem da cadeira. O Júlio, naturalmente, não conseguia ouvir nada do lado de fora da janela. 
O homem respondeu-lhe de forma grosseira, batendo no braço da cadeira enquanto falava. 
A mulher parecia estar a implorar qualquer coisa. O homem teve um ataque de fúria, pegou num pau e ameaçou a mulher. O Júlio observava, horrorizado. Pobre mulher! Não admirava que tivesse um aspecto tão infeliz....»


Este é o 8.º volume da coleção Os Cinco na série Mistério e Aventura!
Queres saber o que aconteceu? Então lê o livro.
Já está disponível na Biblioteca!

quinta-feira, 1 de maio de 2014

Dia do Trabalhador

O Dia do Trabalhador é celebrado anualmente no dia 1 de maio em numerosos países do mundo, sendo feriado em Portugal e noutros países. No calendário litúrgico celebra-se a memória de São José Operário por tratar-se do santo padroeiro dos trabalhadores.

Eight Hour Day Banner, Melbourne, 1856


Segundo os reformadores, o ideal era dividir o dia em três períodos: 
8 horas para trabalhar, 8 horas para dormir e 8 horas para o resto, o que incluía a diversão.

Na origem da história deste dia está a manifestação de trabalhadores nas ruas de Chicago, nos Estados Unidos, em 1886 cuja finalidade era reivindicar a redução da jornada de trabalho de 16 horas diárias para 8 horas diárias, tendo participado nela milhares de pessoas. Nesse dia começou, então, uma greve geral sem precedentes. No dia 3 de maio a policia dispersou os manifestantes, tendo morto alguns participantes. Mas os trabalhadores não desistiram e no dia 4 de maio uma nova manifestação foi organizada como protesto pelos acontecimentos observados nos dias anteriores. Desconhecidos lançaram um pequeno engenho explosivo que matou sete agentes da força policial presente no local. A polícia abriu então fogo sobre a multidão, matando doze pessoas e ferindo dezenas. Estes acontecimentos passaram a ser conhecidos como a Revolta de Haymarket (“Mártires de Chicago”). 
Três anos mais tarde, no dia 20 de junho de 1889, a segunda Internacional Socialista reunida em Paris decidiu por proposta de Raymond Lavigne convocar anualmente uma manifestação com o objetivo de lutar pelas 8 horas de trabalho diário. A data escolhida foi o primeiro de maio em homenagem às lutas sindicais de Chicago. Assim, no dia 1 de maio de 1891 uma manifestação no norte de França é dispersada pela polícia, resultando na morte de dez manifestantes. Este novo episódio serve para reforçar esta data como um dia de luta dos trabalhadores. Alguns meses depois a Internacional Socialista de Bruxelas proclama esse dia como o dia internacional de reivindicação das condições laborais.
Finalmente, em 1890, os trabalhadores americanos conseguiram alcançar a sua meta das 8 horas de trabalho diárias! No dia 23 de abril de 1919, o senado francês ratifica a jornada de trabalho para 8 horas diárias e proclama o dia 1 de maio como feriado nacional, sendo este exemplo seguido por muitos outros países. 
Em Portugal, devido ao facto de ter havido uma ditadura durante muito tempo, só a partir de Maio de 1974 é que se passou a comemorar publicamente o Primeiro de Maio.

Feliz Dia do Trabalhadorsão os votos da equipa da biblioteca. 

A Professora Bibliotecária,
Isabel Santos