quinta-feira, 30 de maio de 2013

Malevitch

« Baudelaire perguntava: « O que é a modernidade?» Foi preciso algum tempo para que os quatro pilares da arte do século XX pudessem responder a esta pergunta: Picasso atomizando as formas, Matisse fazendo explodir a cor, Duchamp inventando o ready-made para melhor destruir a própria obra, e Malevitch brandindo o seu ícone Quadrado Negro sobre Fundo Branco como um crucifixo.
Cada um, à sua maneira, podia dizer como Picasso, em 1923, a A. H. Barr: «Por meio da arte, nós exprimimos aquilo que a natureza não é.» É o que Malcovitch dirá, à maneira russa, a propósito do seu famoso quadrado: «Camaradas, ergam-se, subtraiam-se à tirania das coisas.»

Vem folheá-lo, ler, ver as pinturas, admirar os traços, as cores...!
O livro já está disponível na biblioteca!

quarta-feira, 29 de maio de 2013

Delacroix

«O último dos artistas do Renascimento e o primeiro moderno, assim fala Baudelaire de Delacroix. Para Baudelaire como uma das maiores figuras da história da Arte estava assegurada não pela originalidade ousada - qualidades habitualmente consideras românticas - mas pelo facto de ter encontrado uma expressão dentro da tradição.
Paul Valéry, outro grande poeta, confirmou este paradoxo: "A verdadeira tradição nas grandes coisas é não repetir o que os outros já fizeram, mas sim redescobrir o espírito que criou estas grandes coisas - e criar outras totalmente diferentes".
Delacroix redescobriu o espírito de Miguel Ângelo e Rubens, mas as obras primas que criou sob a influência destes têm características muito diferentes.»

Vem folheá-lo, ler, ver as pinturas, admirar os traços, as cores...!
O livro já está disponível na biblioteca!

terça-feira, 28 de maio de 2013

Turner

«J. M. W. Turner conta-se entre aquele artistas contemplados com um longo período de actividade. Trabalhou infatigavelmente durante mais de sessenta anos: o seu espólio abrange mais de 19000 desenhos e esboços a cores e o leque da sua produção é amplo. Só a custo conseguimos identificar as páginas que saíram da mão do jovem Turner por volta de 1790 - os últimos anos do Rococó - , como o trabalho do artista que cultivou a livre urdideira de cores encontrada nos seus quadros na década de 40 do século XIX. Só nos últimos trabalhos achou um estilo próprio, uma visão da natureza até aí impossível Ainda hoje,  as suas derradeiras obras podem desencadear no observador uma sensação de quem contempla o mundo pela primeira vez - um mundo de cor e de luz.»

Vem folheá-lo, ler, ver as pinturas, admirar os traços, as cores...!
O livro já está disponível na biblioteca!

segunda-feira, 27 de maio de 2013

Toulouse-Lautrec

«O talento artístico já se tinha tornado evidente quando ele tinha seis anos, afirmava-se cada vez mais. Em cadernos escolares e blocos de apontamentos, em todos os pedaços de papel que encontrava ao seu alcance, o rapaz, que em vão, esperava pela cura, desenhava tudo o que lhe vinha à ideia, tudo o que tinha visto, tudo o que povoava a sua imaginação: principalmente pessoas e animais.»

O livro já está disponível na biblioteca! 
Vem folheá-lo, ler, ver as pinturas, admirar os traços, as cores...!

sexta-feira, 24 de maio de 2013

A Vida de Pi

Filho do administrador do jardim zoológico de Pondicherry, na Índia, Pi Patel possui um conhecimento enciclopédico sobre animais e uma visão da vida muito peculiar.
Quando Pi tem dezasseis anos, a família emigra para a América do Norte num navio cargueiro juntamente com os habitantes do zoo.
Porém, o navio afunda-se e Pi vê-se na imensidão do Pacífico, a bordo de um salva-vidas, acompanhado de uma hiena, um orangotango, uma zebra ferida e um tigre de Bengala.
Já considerado uma das mais extraordinárias criações literárias da última década, A Vida de Pi é um livro mágico, onde o real e absurdo se misturam numa história intemporal.

Já se encontra na biblioteca! Vem requisitá-lo!

Este bestseller de sucesso mundial chega agora ao grande ecrã, pela mão do realizador Ang Lee.


Book Trailer

quinta-feira, 23 de maio de 2013

Úrsula, a Maior

Maria João, de 14 anos, é filha de pais divorciados (o pai é um homem de esquerda, da classe média; a mãe vive para os seus sonhos domésticos e um pouco distante da realidade).

O livro mostra a sua relação com os seus amigos da escola e o modo como ela constrói o seu próprio eu, observando criticamente as regras e valores dos pais. Maria João ajuda também a construir a personalidade de outra rapariga: Xuxu. Esta, filha de um aristocrata amigo da mãe, tem de percorrer um longo caminho para ganhar o direito ao seu próprio nome: Úrsula.

Queres saber mais? Vem à biblioteca requisitar o livro!

quarta-feira, 22 de maio de 2013

Romantismo

Cerca de 1800, filósofos, escritores e artistas começaram a propagar na Alemanha uma nova visão do mundo, que eles descreviam como «romântica». O termo englobava uma vasta gama de ideias: que a natureza estava animada pelo espírito divino e que a imaginação de cada indivíduo podia mergulhar na estrutura universal; mas também que o espírito criativo, sendo profundamente solitário, devia aspirar à harmonia entre o homem e a natureza.

O livro já está disponível na biblioteca! 
Vem folheá-lo, ler, ver as pinturas, admirar os traços, as cores...!

«Tenho de me render ao que me rodeia, de me unir às nuvens e às pedras de modo a ser o que sou. Preciso de solidão para comunicar com a natureza.»
Caspar David Friedrich

terça-feira, 21 de maio de 2013

O Desejo

Para a infeliz Olívia Larsen nada pode alterar o facto de que a sua irmã gémea, Violet, morreu… Vive angustiada e isolada e um dia as suas incursões levam-na a uma velha loja onde uma misteriosa costureira lhe oferece um vestido, dizendo-lhe que é mágico e que lhe pode conceder um desejo. Céptica, veste-o e pede a única coisa que deseja: que Violet volte. 
Com Violet de novo ao seu lado, ambas têm uma segunda oportunidade na vida. Mas nem tudo é o que parece, como em breve descobrem… Por insistência de Violet voltam à loja e obtêm mais dois vestidos – e mais dois desejos. Mas a magia não pode resolver tudo e Olívia é obrigada a confrontar os seus fantasmas para aprender a rir, amar e viver outra vez.

Queres saber o que acontece a Olívia e Violet? Então, vem à biblioteca requisitar o livro! Já está disponível!

segunda-feira, 20 de maio de 2013

Arte Grega

Para os gregos, uma nova visão da forma humana era o tema central das artes visuais, tendo-se por isso tornado um receptáculo e um veículo dos valores e normas da sociedade, um exemplo da busca pelo ser humano perfeito - pelas suas qualidades e posição social.
Em todos os séculos se foi buscar inspiração à representação do ser humano na arte grega, arte essa que espelhava como os gregos se viam a si próprios.

O livro já está disponível na biblioteca! 
Vem folheá-lo, ler, ver as pinturas, admirar os traços, as cores...!

«Pode parecer espantoso e estranho ao nosso gosto moderno ver estátuas de mármore que eram parcialmente pintadas no seu desenho global, bem como ouvir falar de templos pintados por dentro e por fora e cujas ornamentações eram representadas em várias cores, em vez de serem gravadas.»
Johann Martin Wagner, 1817

sexta-feira, 17 de maio de 2013

A Floresta de Mãos e Dentes

Mary sabe pouco sobre o passado ou sobre o porquê de no mundo existirem dois tipos de pessoas: os que residem na sua vila e os mortos-vivos do lado de fora da cerca, que vivem de devorar a carne dos vivos. As Irmãs protegem a Vila e promovem a continuidade da raça Humana. Depois de a sua mãe ser mordida e se juntar aos amaldiçoados, Mary é enviada às Irmãs para se preparar para o Casamento com o seu amigo Harry. Mas as cercas são quebradas e o mundo que Mary conhece desaparece para sempre. 
Mary, Harry, Travis, que Mary ama mas que está prometido à sua melhor amiga, o irmão de Mary, a sua mulher e um pequeno órfão partem rumo ao desconhecido em busca de um lugar seguro, respostas às suas perguntas e uma razão para continuar a viver.

O livro já está disponível na Biblioteca!

quinta-feira, 16 de maio de 2013

História de uma Gaivota e do Gato que a Ensinou a Voar

Esta é a história de Zorbas, uma gato grande, preto e gordo. Um dia, uma formosa gaivota apanhada por uma maré negra de petróleo deixa ao cuidado dele, momentos antes de morrer, o ovo que acabara de pôr.
Zorbas, que é um gato de palavra, cumprirá as duas promessas que nesse momento dramático lhe é obrigado a fazer: não só criará a pequena gaivota, como também a ensinará a voar. Tudo isto com a ajuda dos seus amigos Secretário, Sabetudo, Barlavento e Colonello, dado que, como se verá, a tarefa não é fácil, sobretudo para um bando de gatos mais habituados a fazer frente à vida dura de um porto como o de Hamburgo do que a fazer de pais de uma cria de gaivota...

Será que Zorbas consegue ensinar a gaivota? 
Queres saber a resposta? Então lê o livro! Já está disponível na Biblioteca!

quarta-feira, 15 de maio de 2013

Os Lusíadas - Versão Século XXI

Como seriam Os Lusíadas se fossem escritos hoje? 
A partir desta ideia, o escritor José Luís Peixoto escreveu um conjunto de contos, cada um deles inspirado num dos dez cantos da obra épica de Luís Vaz de Camões, para acompanhar a nova coleção de livros da revista VISÃO.
Cada livro inclui um dos cantos de Os Lusíadas, acompanhado do correspondente conto. As capas foram concebidas por dois grafiters portugueses: Gonçalo Mar e Miguel Ram. 

Esta dupla de grafiters irá desenhar na Avenida da Índia, em Lisboa, junto do novo Museu dos Coches, um mural composto por imagens que ilustrarão as capas dos 10 livros de Os Lusíadas desta coleção.

Queres saber mais? 
Vem consultá-los. Já se encontram na Biblioteca!

terça-feira, 14 de maio de 2013

Mensagem

O grande poema épico do século XX interpretado por um grande artista, numa edição que conta com um estudo de um reputado especialista pessoano. 

Mensagem é a única obra completa de Fernando Pessoa publicada em vida. A sua publicação dá-se no dia 1 de Dezembro de 1934, aquando das comemorações da Restauração. Os 44 poemas que a constituem estão agrupados em três partes, correspondentes às etapas da evolução do Império Português - nascimento, realização e morte. Em "No Brasão", estão os construtores do Império; em "Mar Português", surge o sonho marítimo e a obra das descobertas; em "o Encoberto" aparece a imagem do Império moribundo. 

Concorrente ao "Prémio Antero de Quental", foi preterida a favor de uma obra de um padre, que ilustrava a fé do povo conveniente ao regime, tendo de contentar-se com o segundo lugar no concurso. Hoje é reconhecida como uma obra fundamental da poesia portuguesa. As ilustrações desta edição são da autoria de Pedro Sousa Pereira.

O livro já está disponível na Biblioteca!

segunda-feira, 13 de maio de 2013

A Sereia

A princesa Margrethe está escondida num convento porque o seu reino está em guerra e um dia, no jardim que dá para o mar gelado, testemunha um milagre: uma sereia emerge das ondas com um homem nos braços, moribundo.
Quando chega à praia, a princesa descobre que a sereia desapareceu no mar e enquanto trata do belo estranho, descobre que é um príncipe e também o filho do grande rival do pai. Certa de que a sereia lhe entregou aquele homem por uma razão, Margrethe engendra um plano para acabar com a guerra no seu reino.
Entretanto, a princesa Lenia anseia voltar para o homem que transportou para terra e não se importa de trocar o seu mundo, a sua voz e até a sua saúde por umas pernas e a possibilidade de lhe conquistar o coração…

Já está disponível na Biblioteca!

sexta-feira, 10 de maio de 2013

Miguel Ângelo

Michelangelo di Lodovico Buonarroti Simoni, mais conhecido simplesmente como Miguel Ângelo ou Michelangelo, foi um pintor, escultor, poeta e arquiteto italiano, considerado um dos maiores criadores da história da arte do ocidente.

«Na escola, em Florença, só se interessava pelo desenho, o que lhe custou muitas vezes ser sovado pelo seu pai que gostava pouco da profissão de artista, mas que, afinal, consentiu que o filho seguisse a sua vocação.»

O livro já está disponível na biblioteca! 
Vem folheá-lo, ler, ver as pinturas, admirar os traços, as cores...!

quinta-feira, 9 de maio de 2013

Grande Atlas dos Dinossauros

Explora o mundo fascinante dos dinossauros, continente a continente - descobre qual foi o maior dinossauro e o mais rápido e que dinossauros tinham os chifres mais espantosos.
Examina os fósseis e descobre como se formaram e se preservaram, e porque é que os que estavam ocultos ficaram visíveis.
Responde às perguntas dos divertidos questionários interactivos que acompanham os mapas e descobre onde viveu cada dinossauro.
Aprende factos essenciais sobre os dinossauros, incluindo o tamanho, a época em que viveram e a alimentação.

Interessante e didáctico, o Atlas dos Dinossauros é uma obra indispensável que vai despertar o teu interesse para o mundo fascinante dos dinossauros.


Já está à tua espera na biblioteca!

quarta-feira, 8 de maio de 2013

Miró

«Este pintor visionário tentava levar uma vida de operário com família para sustentar. Conseguiu comunicar à sua arte a vontade de ultrapassagem que sempre o animou: se o seu conhecimento privilegiado do mundo, serviu de suporte para a sua arte, Miró soube erguê-la até ao nível do mito, num mundo onde verdades e ritmos universais se tornam tangíveis. Talvez seja difícil de compreender quando, diante de nós, não temos um quadro de Miró. Por isso é preferível observar o que este homem pintou e descobrir o que o motivou.»

O livro já está disponível na biblioteca! 
Vem folheá-lo, ler, ver as pinturas, admirar os traços, as cores...!

terça-feira, 7 de maio de 2013

Os Mágicos

Quentin Coldwater, um aluno do liceu intelectualmente precoce, foge ao tédio da vida diária lendo e relendo uma série de livros de fantasia passados num país encantado chamado Fillory. Como toda a gente, o jovem parte do princípio de que a magia não é real, até que se vê de repente admitido num colégio de magia muito secreto e muito exclusivo, a norte de Nova Iorque.
Ao atravessar uma viela de Brooklyn, no Inverno, Quentin vê-se, em pleno fim de Verão, nos terrenos do idílico Colégio de Pedagogia Mágica de Brakebills e depois de passar por um difícil exame de admissão, inicia um complicado e rigoroso curso de feitiçaria moderna, ao mesmo tempo que descobre as alegrias da vida escolar: amizade, amor, sexo e bebida. Porém, falta-lhe qualquer coisa. Ao mesmo tempo que aprende a lançar feitiços, a transformar-se em animal e a adquirir poderes com que nunca sonhara, Quentin descobre que a magia não lhe dá a felicidade e a aventura com que sonhava.

Se gostaste de Harry Potter e do mundo mágico de Nárnia, vais adorar este livro. É pura fantasia!
Já se encontra na biblioteca!

sábado, 4 de maio de 2013

Henri Matisse

«Henri Matisse não estava predestinado a ser pintor, mas sim, como ele próprio dizia "filho de um negociante de sementes, destinado a seguir o negócio do pai"
Matisse não foi nenhum talento precoce como Pablo Picasso. Durante toda a vida, desenvolveu a sua obra gradualmente, a partir da devoção à cor, luz e espaço, e com uma harmonia incomparável. 
Matisse nasceu a 31 de Dezembro de 1869 no nordeste de França e morreu a 3 de Novembro de 1954.»

O livro já está disponível na biblioteca!
Vem folheá-lo, ler, ver as pinturas, admirar os traços, as cores...!

sexta-feira, 3 de maio de 2013

Um Invulgar Anjo da Guarda

Um pequeno diabo chega a Paris, depois de se ter enganado no caminho para a casa de banho em pleno inferno. Por acaso ou talvez não, Diblo (é este o nome dele) chega mesmo a tempo de salvar duas crianças - o João e a Maria - das garras dos ladrões de crianças. O prémio é um beijo da Anja-da-Guarda das crianças que nesse dia se tinha atrasado. Apaixonado pela Anja, Diblo tudo fará para tentar reencontrá-la, e a melhor maneira, segundo ele, será fazendo novamente de anjo-da-guarda de João e Maria. Mas nem sempre o seu conceito de ajudar as crianças se revela o mais indicado pois, no fim de contas, Diblo é um diabo.

Vencedor do prémio Alph-Art de Angoulême em 2001, Um Invulgar Anjo da Guarda é um conto sublime, que, sem falsos moralismos ou diferenciações paternalistas entre o bem e o mal, fará certamente sorrir muitos miúdos e graúdos....!

Já está disponível na Biblioteca! Vais adorá-lo!

quinta-feira, 2 de maio de 2013

Arte Romana

Segundo a lenda, Marte concebeu os gémeos Rómulo e Remo. Roma deve a sua origem ao deus da guerra. A pequena comunidade junto ao Tibre procurou dominar o mundo e eliminou os seus inimigos um a um. 
O povo romano ficou maravilhado com as obras de arte e tesouros dos povos conquistados ao serem exibidos na cidade em procissões triunfais: baixelas reais, joalharia preciosa, pinturas famosas assim como estátuas de mármore e bronze transportadas pelas estradas e colocadas nos templos e palácios e nas casas particulares de Roma. 

A arte romana reflecte o crescimento do poder do Estado. Do modesto início republicano à grandeza imperial.

O livro já está disponível na biblioteca! 
Vem folheá-lo, ler, ver as pinturas, admirar os traços, as cores...!

«Uma surpresa maior... foi o Fórum, que vai do capitólio até à base do palatino: uma praça estreita entre as colinas circundantes, uma depressão onde a escassez de espaço obrigou a cidade de Roma em expansão a colocar os edifícios muito juntos uns dos  outros. Foi necessário escavar 15 metros para encontrar o venerável solo da república sob os sedimentos que se acumularam ao longo dos séculos.»
Émile Zola, Roma, 1896

quarta-feira, 1 de maio de 2013

História de Portugal Contadas às Crianças

Vamos contar-te a História de um País.
Trata-se de um país muito antigo, tão antigo que é mesmo um dos mais antigos da Europa. Por ele já passou muita gente, já se viveram muitas aventuras. Desse país, já partiram muitas viagens e homens que deram a volta ao mundo; já sofreu guerras e dificuldades.
De que país é que te vamos contar a História? Pois bem, trata-se do país em que tu nasceste e em que vives - Portugal. Não te esqueças que fazes parte desse país tão antigo, com uma História tão rica. E se fazes parte de Portugal, fazes também parte da sua História!
Vem connosco, vamos então contar-te a História de Portugal....

Queres saber mais sobre os heróis portugueses? 
Então vem requisitar este magnífico livro da autoria de Sérgio Luís de Carvalho!