segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

A Vida de um Artista

Todos conhecem o gesto do soberano que se baixou para apanhar o pincel que o pintor deixara cair. Este episódio diz respeito a um imperador da Alemanha (Carlos V) e a um veneziano (Ticiano) mas é elucidativo do estatuto social dos grandes artistas na Europa do século XVI. De simples artesãos que eram 300 anos antes, pintores e escultores tinham-se tornado personagens célebres que os soberanos mais esclarecidos tratavam com grande consideração.
(...) O banqueiro Lourenço de Médicis (...) possuía todas as qualidades de um homem do Renascimento: uma inteligência voltada para os domínios mais variados, um apurado sentido artístico, um conhecimento perfeito do grego e do latim; ele próprio foi poeta e mereceu bem o cognome de o Magnífico. De todos os Médicis, foi o que mais impulsionou as ciências, as letras e as artes.

Queres saber mais sobre esta época? Florença, na Época do Renascimento?
Vem à biblioteca e requisita o livro que já se encontra disponível.

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

A Peregrinação de Fernão Mendes Pinto

A obra relata a chegada de Fernão Mendes Pinto ao Oriente. Nas suas crónicas, apresenta as expedições dos descobridores e conquistadores portugueses.
A imagem dos navegadores portugueses que passa nesta obra é sobretudo a do herói como um anti-herói, capaz das piores façanhas para lograr os seus objectivos, geralmente pilhar e roubar as populações nativas para enriquecer e regressar à pátria.
A adaptação de Aquilino Ribeiro aproxima o texto do público jovem.

Queres conhecer as extraordinárias viagens de Fernão Mendes  Pinto?
Então vem requisitar o livro.
Já está disponível na Biblioteca!

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Se o Cupido me Desse uma Mãozinha!...

Véspera do Baile dos Namorados e A.J. (Alison Jean) defronta-se com o maior dilema da sua existência: não tem acompanhante para ir ao baile! É sempre assim, A.J. só se apaixona pelos rapazes mais bonitos e concorridos do liceu, e depois fica apanhada nas garras dos amores platónicos não correspondidos e sofre...sofre... sofre...
Desta vez o eleito é Peter Terris, um verdadeiro Apolo de carne, que anda a pôr em órbita a cabecinha desta adolescente de dezassete anos! As esperanças de captar a atenção do belo Peter eram mínimas, ou quase nenhumas, até o dia em que A.J. encontra, por acaso, um ser pequenino e com asas, que traz um arco ao ombro e um saquinho cheio de setinhas envenenadas com a poção do amor... um cupido a sério!!! Só dela!!!
Bastou Jonathan dar uma mãozinha e... voilà! A princípio tudo parecia correr às mil maravilhas (era fantástico ter o rapaz mais giro do liceu aos nossos pés!!), mas afinal as coisas não correm exactamente como ela esperava. O efeito das setinhas de Jonathan é tão intenso que A.J. se vê objecto de uma paixão tão arrebatadora que levará Peter Terris a cometer os actos mais loucos, ridículos e...absolutamente hilariantes! 

Este é o 28.º volume da colecção O Clube das Amigas!
Já está disponível na biblioteca!

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Hagia Sophia

Chama-se Hagia Sophia em grego, Ana Sofya em turco, Santa Sofia em português. Contudo, a basílica construída há quase mil e quinhentos anos não foi dedicada a uma qualquer santidade da liturgia cristã; o seu verdadeiro significado é Divina Sabedoria, uma das formas utilizadas na altura para nomear Cristo, o fruto da sapiência de Deus. 
A visão do lider turco Kemal Ataturk, modifica-lhe novamente o destino: em 1935 abre as portas como museu, símbolo da união entre Ocidente e Oriente, para que pudesse ser admirada por pessoas de todos os credos.

Este é o 10.º volume da coleção Maravilhas do Mundo!
Já está disponível na biblioteca!

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Arte, 1910-1920

Entre os muitos eventos que abalaram o mundo nos anos 10 e 30, o mais catastrófico foi de longe a Primeira Guerra Mundial ( 1914-1918 ). Foi a primeira guerra a desenrolar-se em terra, no mar e no ar, e foi a mais avassaladora que a raça humana tinha experimentado, resultando na morte de mais de 10 milhões de soldados e quase o mesmo número de civis. No mundo da arte, os anos 10 e 20 viram o desenvolvimento mais dramático da história da pintura ocidental moderna - o nascimento da abstracção total, ou arte na qual não é feita qualquer tentativa de representar cenas, pessoas ou objectos. Os pioneiros de primeira linha da arte abstracta foram o holandês Piet Mondrian ( 1872-1944 ), e os russos Kasimir Malevich ( 1878-1935 ) e Vasily Kandinsky ( 1866-1944 ).

Queres saber mais? Vem requisitar o livro! Já está disponível na Biblioteca!

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Design, Anos 20 e 30 Entre Guerras

Século XX Design é uma nova série de divulgação que analisa o século através da história do design e da tecnologia. Durante esta viagem, vai descrevendo as influências explosivas, no design, da arte, da vida quotidiana, da política e das novas tecnologias da época.
Anos 20 e 30 segue o percurso da Art Deco e do modernismo, desde o pós-guerra, passando pela Grande Depressão, ao estalar da Segunda Guerra Mundial. Passa em revista os clássicos do design, tais como o rádio de baquelite e o edifício da Chrysler; destaca os designers do momento, de Clarice Cliff a Buckminster Fuller; e fala-nos das novas tecnologias, tais como os plásticos produzidos em série.

Queres saber mais? Vem requisitar o livro! Já está disponível na Biblioteca!

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

O Flamingo da Asa Quebrada

O Flamingo da Asa Quebrada e Outras Histórias é composto por várias histórias que visam contribuir para uma reflexão sobre o stresse, a vida agitada, a falta de tempo para a família, a fuga para a frente que tem caracterizado a conduta da Humanidade nos nossos dias.
Há que entender as leis da Natureza e dos animais, «conversar com uma flor ou saber por que é que este nosso amigo flamingo está triste, mesmo vivendo num jardim paradisíaco com um lago e outros pássaros lindos à volta».

A chave está na sua leitura.
O livro já está disponível na Biblioteca!

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

A Saúde um Direito de Todos

Saúde e doença...

Segundo a Organização Mundial de Saúde, uma pessoa é considerada saudável quando está em «estado completo de bem-estar físico, mental e social para além da ausência de doenças».
Quer dizer, a saúde seria o estado normal do nosso organismo quando este funciona plenamente.
Mas, às vezes, por factores externos ou internos, o nível de funcionamento do corpo humano diminui, o mesmo é dizer que aparece a doença.

Este é o 30.º volume da colecção Era uma vez... O Corpo Humano!
Já se encontra disponível na Biblioteca, vem consultar!

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Novos Contos da Montanha

Esta obra retrata a dureza do mundo rural português recorrendo a uma linguagem simples mas cuidada. Histórias que giram em torno de personagens duras e terrosas que têm como cenário de fundo a paisagem transmontana que ilustram o confronto do homem contra as leis divinas e terrestres que o aprisionam.

Excerto
«Na tua ideia, o que escrevo, como por exemplo estas histórias, épara te regalar e, se possível for, comover. Mas quero que saibas que ousei partir desse regalo e dessa comoção para te responsabilizar na salvação da casa que, por arder, te deslumbra os sentidos» 
Miguel Torga

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Amor de Perdição

«Vou contar-vos uma história muito bonita. É uma história de amor, de um amor muito, muito grande, tão grande que nunca morreu e a maior prova disso é que acabou em livro, este que agora vocês estão a ler e do qual decerto muito vão gostar. Isto, apesar de também ser um bocadinho triste, mas qual é a história de amor que, como a vida, não tem coisas boas e coisas más?
Lembrei-me de vos contar esta história quando, ao visitar a biblioteca da Cadeia da Relação, que fica na cidade do Porto, encontrei uns documentos muito antigos, daqueles mesmo a calhar para a minha curiosidade. Foi ao folheá-los ao acaso que conheci a história de um rapaz de dezoito anos que muito me intrigou.»

... queres saber como acaba esta história de amor? Vem requisitar o livro à biblioteca!
PNL - Leitura Orientada na Sala de Aula
(12 exemplares)

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Auto da Barca do Inferno

Peça dramática, cómica, que dramatiza preceitos morais, políticos, religiosos, etc., através de uma crítica aos vícios, hábitos e costumes da sociedade. As personagens são geralmente alegóricas.
Não é por acaso que Mestre Gil classifica o Auto da Barca do Inferno como sendo uma «moralidade». De facto, a peça tem uma forte componente didática, dado que propõe uma reflexão em torno das ideias de Bem e de Mal, denunciando os vícios de todas as camadas sociais, não poupando os ricos, nem mesmo a própria Igreja.

Este título apresenta o texto integral da obra Auto da Barca do Inferno e orientações de leitura de Mário Fiúza.

Já está disponível na Biblioteca!

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Arte, 1940- 1960

No dealbar dos anos 40, o mundo estava em guerra. Mesmo depois da Segunda Guerra Mundial ter terminado em 1945, a paz era frágil, com os Estados Unidos e a União Soviética a construir vastos arsenais nucleares e a estabelecer alianças militares e económicos em todo o mundo.
Poucos artistas dirigiram a sua atenção para a sociedade como tinham feito na sequência da Primeira Guerra Mundial, fosse para criticar ou contribuir com ideias de mudança. Em lugar disso, muitos viraram-se para dentro, para procurar nos seus pensamentos e sentimentos mais profundos novas formas de expressar as suas crenças sobre o significado da arte e da vida.

Queres saber mais? Vem requisitar o livro! Já está disponível na Biblioteca!

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Contos

Vergílio Ferreira, escrevendo no Portugal de Salazar, descreve um país ancorado nos confins dos tempos e que permaneceu inalterado quase até aos nossos dias.

Frases magníficas, num português sem rugas, mas que nos introduzem afinal num mundo primitivo, com as suas anacrónicas noções de honra e os seus insólitos rituais de inspiração bíblica.
O Vergílio Ferreira-contista nada fica a dever ao Vergílio Ferreira-romancista: em qualquer dos casos é sempre um vulto maior das nossas letras.

O livro já está disponível na Biblioteca!

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Giotto

«Desde o início, foi proclamado o o pi do Baixo renascimento, o grande revolucionário que tinha libertado a pintura das suas grilhetas medievais. Este vanguardista viveu numa era, em que não era dada demasiada importância aos detalhes da vida de um artista, e muitas passagens importantes da sua biografia permanecem na escuridão. E autoridades posteriores, ou aqueles que a si mesmos se consideram como tais, divulgaram factos coloridos da sua vida e histórias sem verificarem os seu verdadeiros fundamentos.»

Vem folheá-lo, ler, ver as pinturas, admirar os traços, as cores...!
O livro já está disponível na biblioteca!

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Contos do Arco-Íris

Um papa-formigas vermelho. Um polvo cor-de-laranja. Um vestido amarelo. Ecoduendes verdes. A tinta azul do mar e do céu. Índigo, um nome de princesa. A velhota Julieta, a quem chamavam Violeta. São sete os contos que compõem este livro. São também sete, as cores que o inspiram. Com muita ternura e imaginação, Marta Elias leva-nos numa viagem à descoberta das cores do arco-íris. Para treinar o nosso olhar - aquele interno, o da criatividade -, a autora cria histórias e personagens deliciosamente cativantes e, claro, coloridas!...

PNL - Leitura Orientada na Sala de Aula
 (12 exemplares)

Aprende a Combater as Intoxicações

Uma digestão completa...
Nesta altura já sabes que o aparelho digestivo é composto por todos os órgãos do nosso organismo que intervêm no processo de ingestão e assimilação dos alimentos. Quer dizer: boca, faringe, esófago, estômago, intestino delgado e intestino grosso.
Os alimentos entram pelo primeiro órgão onde são triturados e ensalivados e depois de serem reduzidos a «bolo alimentar» passam pela faringe e pelo esófago para depois irem para o estômago.
Aí os alimentos sofrem a acção do suco gástrico, seguindo depois para o intestino delgado onde a acção dos restantes sucos digestivos lhes permite serem assimilados pelo organismo. Finalmente, no intestino grosso, são transformados todos os outros alimentos não aproveitáveis em matéria fecal que será expulsa pelo ânus.

Este é o 52.º volume da colecção Era uma vez... O Corpo Humano!
Já se encontra disponível na Biblioteca, vem consultar!

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Voo 714 para Sidney

Tintin, Milu, capitão Haddock e professor Girassol estão a caminho de Sydney, onde são convidados de honra do Congresso Internacional de Astronáutica. 
Na escala em Jacarta, conhecem o milionário Carreidas, que os convida para seguir viagem no seu avião particular. 
A viagem para os três amigos irá transformar-se num terrível pesadelo: vão ser envolvidos numa armadilha por detrás da qual está um velho e perigoso conhecido.

Queres saber o que aconteceu?
Então, vem requisitar o livro! Já está disponível na Biblioteca!

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

O Velho e o Mar

Santiago, um velho pescador cubano, minado por um cancro de pele que o devora cruelmente, está há quase três meses sem conseguir pescar um único peixe. Vai então bater-se, durante quatro dias, com um enorme espadarte, que conseguirá de facto capturar, para logo o ver ser devorado por um grupo de tubarões. 

Esta aventura poética, onde Hemingway retrata, uma vez mais, a capacidade do homem para fazer face e superar com sucesso os dramas e as dificuldades da vida real, é seguramente uma das suas obras mais comoventes e aquela que mais entusiasmo tem suscitado, ao longo de mais de meio século, entre os seus fiéis leitores.

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Nosso Meio Ambiente

Fugindo da contaminação...
Já te perguntaste porque é que os habitantes das grandes cidades aproveitam todos os momentos livres para irem para fora, para o campo, por exemplo?
Muito simplesmente porque aí, ele encontram o ar puro e uma atmosfera muito mais saudável do que aquela que eles têm de suportar nas grandes urbes. Com efeito, a civilização contemporânea tem imensas vantagens, mas um dosa seus maiores inconvenientes é ter afastado o homem do meio ambiente que era apropriado para ele. A nova civilização urbana exerce decisivamente uma acção sobre a saúde visto que, sabe-se,  o que nos rodeia tem uma poderosa influência sobre o organismo humano. O próprio Hipócrates falou desta relação no seu tratado sobre «Os ares, as águas e os lugares» em que estudava o meio ambiente.

Este é o 23.º volume da colecção Era uma vez... O Corpo Humano!
Já se encontra disponível na Biblioteca, vem consultar!

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Como Lidar Com os Rapazes

Cada rapaz transporta dentro de si um mistério, um enigma por decifrar, e essa é uma das razões que os tornam tão encantadoramente irresistíveis.Sentimos uma vontade imensa de desvendar o segredo que paira à sua volta, mas, por vezes, parece tão difícil chegar até eles! É claro que os rapazes não são todos iguais: há o desportista, o vaidoso, o marrão, o engraçadinho e o… quebra-corações!! 
Mas a verdade é que todos eles, num momento ou noutro, se sentem inseguros e, até mesmo, com pavor das raparigas, principalmente quando se apaixonam por elas…

Este é o 8.º volume da colecção O Clube das Amigas!

segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

Os Dentes

A nossa dentadura é um problema?
Nos países ocidentais, a maioria das pessoas adultas tem cáries dentárias (98%) ou gengivas doentes (80%). Porque acontece isso?
Podemos pensar que a obrigação de limpar os dentes pode ser aborrecida, mas temos de fazê-lo. Obviamente, esquecermo-nos dela é uma das causas por que tantos adultos têm os dentes estragados, como atrás referimos.
Mastigar alimentos muitos duros é outra das causas por que os dentes se deterioram e a pior de todas, devemos reconhecer, é a  apreensão que nos provoca a ida ao dentista.
Felizmente, esta maneira de pensar está a mudar e cada vez mais, são frequentes as visitas ao médico dentista (odontologista) para pedir remédios e bons conselhos com o fim de manter a dentadura sã.
Para que compreendas por que fazemos estas recomendações, é necessário que saibas como são os teus dentes. vamos, então, vê-los.

Este é o 16.º volume da colecção Era uma vez... O Corpo Humano!
Já se encontra disponível na Biblioteca, vem consultar!